O site de RedCLARA usa cookies para te oferecer a melhor experiência possível na web.

Ao continuar a usar este site, você concorda em que armazenemos e acessemos cookies em seu dispositivo. Por favor, certifique-se de ler a Política de Cookies. Learn more

I understand

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

(Coluna de opinião, por Luis Eliécer Cadenas Marín, Diretor Executivo de RedCLARA) O termo “redes” tem sido usado em muitos contextos: vivemos a “era das redes”, temos “redes” sociais, “redes” comunitárias, “redes” de colaboração, “redes” de educação e tantas outras. Por essa razão, é muito importante fazer uma distinção entre esses usos e seus significados, e definir com precisão o que o termo “rede nacional de pesquisa e educação” significa.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Disponibilizar internet gratuita para estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica matriculados em instituições da rede federal de todo o país. Esse é o objetivo do Projeto Alunos Conectados do Ministério da Educação do Brasil (MEC) que começou a ser concretizado pela rede avançada brasileira, RNP, a partir deste mês. Com a ação, nesse cenário de pandemia, será possível retomar as atividades acadêmicas de forma remota ainda este ano e esses estudantes poderão ter acesso aos conteúdos educacionais oferecidos pelas instituições onde estudam. Mais que isso: o projeto contribui para democratizar o acesso à educação, impulsionar a inclusão digital e diminuir as desigualdades no acesso a Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), principalmente em áreas mais afastadas dos grandes centros, onde a oferta de internet ainda é incipiente.