O site de RedCLARA usa cookies para te oferecer a melhor experiência possível na web.

Ao continuar a usar este site, você concorda em que armazenemos e acessemos cookies em seu dispositivo. Por favor, certifique-se de ler a Política de Cookies. Learn more

I understand

BELLA tem seu primeiro tráfego de dados através do cabo submarino EllaLink

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O Programa BELLA celebrou nesta semana, por ocasião da cerimônia de abertura da Conferência TICAL2021 e do 5º Encontro Latinoamericano de e-Ciência, a primeira transferência de dados entre as redes GÉANT e RedCLARA através do EllaLink, cabo submarino de 6.000 km que liga Lisboa, em Portugal, e Fortaleza, no Brasil, trazendo à vida um sonho de 10 anos realizado por governos e organizações parceiras das comunidades de pesquisa e educação em rede na Europa e na América Latina.

(Por Paul Maurice, de GÉANT) Com o cabo inaugurado no início deste ano durante o evento Leading the Digital Decade, em Portugal, TICAL2021 proporcionou a momento ideal para o lançamento da conectividade dedicada do Programa BELLA para pesquisa e educação por meio daquele que é a primeira infrestrutura submarina de alta capacidade entre a Europa e a América Latina para diversas comunidades de usuários.

Com a conectividade funcionando e fornecendo a alta capacidade e a baixa latência necessárias para o uso intensivo de dados em pesquisa e educação, as atividades transatlânticas do Programa BELLA podem ser consideradas encerradas, mas na realidade, tudo isso marca o início de uma nova era de colaboração entre a Europa e a América Latina em campos de pesquisa como observação da Terra, radioastronomia, física de partículas e medicina.

O primeiro tráfego

Os gráficos abaixo mostram o momento em que o tráfego GÉANT-RedCLARA foi migrado do link anterior de 10 Gbps via América do Norte para a nova conexão BELLA no sistema de cabo submarino EllaLink.

 - Tráfego GÉANT-RedCLARA antes da migração para a conectividade BELLA.

- Tráfego GÉANT-RedCLARA depois da migração para a nova conectividade BELLA no sistema de cabo submarino direto EllaLink.

Alta capacidade e baixa latência demonstradas em TICAL2021

Para mostrar os benefícios que o novo link trará para as duas regiões, TICAL2021 apresentou demos da capacidade do novo sistema de conectividade BELLA transatlântico para astronomia, física de alta energia e observação da Terra com fluxos de tráfego chegando perto de 100 Gbps.

- Alta capacidade e baixa latência demonstradas em TICAL2021

TICAL2021, promovido pela RedCLARA, é o principal evento para a comunidade de pesquisa e educação latinoamericana, reunindo especialistas das NRENs latinoamericanas, da Comissão Europeia e de projetos de pesquisa como o Human Brain Project e EUMETSAT.

Um resumo da sessão plenária da TICAL2021 dedicada ao lançamento da conectividade da BELLA pode ser encontrado aqui.

Sobre o Programa BELLA

O programa BELLA cobre as necessidades de interconectividade de longo prazo das comunidades de pesquisa e educação europeias e latinoamericanas por meio de dois projetos: BELLA-S, que garante direitos de espectro no cabo submarino EllaLink e garante os requisitos de conectividade, e BELLA-T, que prevê a conclusão da conectividade de fibra para as NRENs latinoamericanas, fornecendo a tão necessária conectividade de alta velocidade e acesso igual para as comunidades de pesquisa e educação em todo o continente.

BELLA recebe financiamento da União Europeia através do programa Horizonte 2020 ao abrigo da convenção de subvenção número 731505 - DG CNECT (BELLA-S1); DG INTPA, com o número LA / 2016 / 376-534 (BELLA-T), e DG DEFIS. O financiamento complementar é fornecido pelo governo brasileiro e por redes de pesquisa e educação da América Latina.

Para mais informação, visite https://bella-programme.redclara.net