O site de RedCLARA usa cookies para te oferecer a melhor experiência possível na web.

Ao continuar a usar este site, você concorda em que armazenemos e acessemos cookies em seu dispositivo. Por favor, certifique-se de ler a Política de Cookies. Learn more

I understand

Em seu segundo dia, TICAL destaca o poder da Inteligência Artificial e a importância das mulheres nas TIC

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Uma sessão de alto nível. Assim se pode definir a sessão plenária desta terça-feira, 31 de agosto, segundo dia da Conferência TICAL2021 e do 5º Encontro Latinoamericano de e-Ciência, eventos que acontecerão até a próxima quinta-feira, 2 de setembro, em formato virtual formato e gratuito, reunindo autoridades de TIC de universidades latinoamericanas e pesquisadores da América Latina, América do Norte e Europa.

“Repensando as IES e seu papel na redução da brecha digital” foi o tema da sessão, que começou às 14h GMT com uma palestra de um palestrante conhecido da Conferência: o "guru" do Big Data e professor da Universidade de Califórnia (Davis), Martin Hilbert. O especialista compartilhou com os participantes do evento uma apresentação sobre como, aos poucos, a sociedade está se transformando em um gigantesco sistema de processamento de informações.

Hilbert apontou essa tendência como irreversível e chamou a atenção para a responsabilidade do ser humano na condução desse processo. “O machine learning mudou completamente o paradigma de criação do conhecimento, mas essa inteligência artificial não pode fazer tudo. Precisamos treiná-la e, cada vez mais, unir o artificial ao humano de forma benéfica”, explicou o professor. Para ele, como já é com o crescimento econômico, o crescimento da educação também passa pelo “poder do artificial”. No entanto, existem riscos no processo que não podem ser ignorados. “Temos que estar atentos ao que chamo de poder do artificial sobre o humano. Se mal 'alimentarmos' as máquinas, elas reproduzirão nossos velhos erros e atacarão nossas fraquezas e 'pecados'. Esse paradigma já se faz presente na economia, nas redes sociais e já chegou à política. Por isso é muito importante que sejamos responsáveis​​”, alertou Hilbert.

O papel das mulheres no mundo das TIC

Uma das formas de treinar não só as máquinas, mas a sociedade em geral, é também repensar o papel da mulher nas TIC. E foi o que TICAL fez no painel “Mulheres em Rede”, que contou com a participação de mulheres líderes em TIC da América Latina para discutir o tema. A mesa redonda virtual foi formada por Ida Holz, pioneira da Internet na região, Paola Arellano, Diretora da REUNA Chile, Cecilia Paredes, Presidente de CEDIA, Mariela de Léon, da SECIU-Uruguai, e Patricia Hernández, Diretora de TIC da Universidade Nacional Autônoma de Honduras.

Para Arellano, eventos como TICAL podem ter um papel ainda mais relevante para destacar as mulheres nas TIC. “Muitas de nós já somos grandes referências em suas áreas de atuação. A palavra de ordem é visibilidade”, disse a diretora de REUNA. Na opinião de Cecilia Paredes, as Redes Avançadas devem ser a melhor modelagem dessa ideia. “Devemos ser uma referência não só em tecnologia, ciência e pesquisa, mas também na diversidade e oportunidades para mulheres e homens colaborarem juntos”, completou ela, que também é Reitora da Escola Politécnica Superior do Litoral (ESPOL), em Guayaquil, Equador.

A sessão foi encerrada com Bianca Amaro, presidente da LA Referencia, com a palestra “Rumo a um Ecossistema Regional de Ciência Aberta”. Em consonância com Paredes, Amaro reafirmou a necessidade de que as mulheres envolvidas com TIC tenham mais destaque. “Visibilidade é tudo. Tanto para as mulheres quanto para a Ciência Aberta”, disse, antes de completar. “A comunicação científica e a visibilidade são as ações mais importantes para o desenvolvimento da Ciência Aberta, que é uma grande mudança de paradigma.”

A jornada de trabalho da Conferência continuou com as sessões paralelas, onde foram apresentados os trabalhos escolhidos nas convocatórias dos eventos. Além disso, foram realizados workshops e sessões sobre segurança cibernética.

TICAL e "e-Ciência" retomam suas atividades na quarta-feira, 1º de setembro, às 14h GMT, com a sessão plenária "Cibersegurança como protagonista na nova realidade das IES", que contará com a participação de especialistas como Chris Atherton, Gerente Sênior de Pesquisa da GÉANT, e Paweł Świeboda, Diretor Geral do Projeto Cérebro Humano (HBP).

Para obter mais informações sobre TICAL, visite tical2021.redclara.net