O site de RedCLARA usa cookies para te oferecer a melhor experiência possível na web.

Ao continuar a usar este site, você concorda em que armazenemos e acessemos cookies em seu dispositivo. Por favor, certifique-se de ler a Política de Cookies. Learn more

I understand

Cabo submarino transatlântico da EllaLink já ancorou em Portugal

Votos do utilizador: 1 / 5

Estrela ativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

  • O cabo de fibra ótica com tecnologia de ponta que liga Portugal e a América Latina já chegou a Sines.
  • O sistema deverá ficar plenamente operacional no segundo trimestre de 2021, convertendo Portugal na nova porta de entrada para a Europa de um nível conectividade internacional sem precedentes.

Lisboa, 06 de janeiro de 2020 – A EllaLink anuncia hoje que o seu sistema de cabos submarinos de baixa latência de última geração já ancorou em Sines, a partir de onde se estabelecerá a ligação à América Latina. Deverá ficar plenamente operacional no segundo trimestre deste ano, proporcionando um nível de conectividade internacional sem precedentes entre os dois continentes e que chegará à Europa através de Portugal.

Com esta operação de investimento de 150 milhões de euros, apontada como uma das grandes apostas da Presidência Portuguesa da União Europeia, a EllaLink irá abrir um “corredor” para a transmissão de dados entre os dois continentes, fornecendo novas oportunidades ao mercado europeu. Para além da primeira ligação direta de alta velocidade por cabo submarino entre a Europa e a América Latina, o sistema EllaLink inclui ainda diversas rotas terrestres que ligam Data Centers estratégicos em Lisboa, Madrid, Marselha, São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza em parceria com a Equinix e a Interxion.

Ao longo dos últimos decénios, o consumo de produtos digitais fez disparar a necessidade de conectividade entre países e continentes, da simples transmissão de voz até à transmissão em tempo real de vídeos em streaming, e todas as futuras aplicações que serão possíveis graças à implementação do 5G em todo o mundo. Essas aplicações requerem menor latência, isto é, o menor espaço de tempo que a informação leva a passar na rede, desde os utilizadores até aos Data Centers e plataformas. As aplicações são tão sensíveis aos valores de latência que estes se tornaram um fator essencial para o mundo digital.

Ao criar a rota direta mais curta entre a Europa a América Latina, evitando a passagem por países terceiros, a EllaLink reduz a latência em 50% em comparação à atual infraestrutura, atingindo um valor real inferior a 60ms entre Portugal e o Brasil.

A tecnologia de ponta utilizada no sistema EllaLink garante acesso de elevada qualidade a serviços de telecomunicações e aplicações, através de uma conexão direta, de alta velocidade e com muito baixa latência. Isto será benéfico não apenas para todas as plataformas de telecomunicações, mas também para os serviços na Cloud, acesso a conteúdos, todos os tipos de negócios digitais e ainda a indústria de gaming.

Durante os primeiros meses de 2021, a EllaLink irá reforçar a sua rede para quer possa estar operacional até ao final do segundo trimestre. Estão previstas ligações à Ilha da Madeira e a Cabo Verde, mas também a Marselha, o que vai permitir uma conectividade ampliada com a África, Ásia e Médio Oriente. Estão já em vista outros potenciais pontos de ligação com Mauritânia, Marrocos, Guiana Francesa e Ilhas Canárias.

Declarações Adicionais

Philippe Dumont, CEO da EllaLink: “É com grande orgulho que assistimos hoje à chegada do cabo a território português. Ao longo dos últimos dois anos temos trabalhado de forma muito próxima com diferentes entidades que possibilitaram, e desde logo apoiaram, a chegada do cabo e a instalação da EllaLink em Portugal. Esta ligação por cabo fortalece os laços criados e a EllaLink vai continuar a contribuir para o desenvolvimento internacional, impulsionando igualmente o local, através da transformação digital de empresas e organizações em Portugal."

Eurico Brilhante Dias, Secretário de Estado da Internacionalização: “A chegada do cabo submarino de telecomunicações EllaLink inaugura uma nova era económica nesta região. A EllaLink não só nos trouxe um cabo submarino de telecomunicações direto entre a União Europeia e a América do Sul, importantíssimo no contexto global, como também a possibilidade de uma parceria mais ampla em que, juntos, vamos desenvolver um hub de estações de amarrações de cabos e centros de dados aqui em Sines. Graças a este esforço conjunto e com o importante apoio de outros parceiros, desde logo a Câmara Municipal de Sines, lançamos agora o Sines Tech – Innovation and Data Center Hub, que confere a Sines excelentes condições para acolher os grandes players internacionais de telecomunicações e da economia digital.”

Sobre a EllaLink

EllaLink é uma plataforma ótica avançada que oferece conectividade segura de alta capacidade numa rota transatlântica de baixa latência exclusiva, que serve as necessidades crescentes dos mercados latino-americano e europeu. A rede EllaLink conecta diretamente o Brasil e a Europa, ligando os principais hubs de São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza a Lisboa, Madrid e Marselha. O Sistema EllaLink está a ser construído com tecnologia coerente de ponta, oferecendo inicialmente 72 Tbps de capacidade através de quatro pares de fibra diretos entre a Europa e o Brasil. O EllaLink deverá estar pronto para serviço no segundo trimestre de 2021.

A EllaLink é uma empresa independente com financiamento privado, empenhada em proporcionar produtos e serviços numa base de operador neutro e acesso aberto. Marguerite II, um fundo de ações pan-europeu ativo nos setores de energias renováveis, energia, transportes e infraestrutura digital, é o principal acionista da EllaLink. Para obter mais informações, visite ella.link.

Contatos de Imprensa

LEWIS
Inês Barbosa

+351 910 939 846