O site de RedCLARA usa cookies para te oferecer a melhor experiência possível na web.

Ao continuar a usar este site, você concorda em que armazenemos e acessemos cookies em seu dispositivo. Por favor, certifique-se de ler a Política de Cookies. Learn more

I understand

Telemedicina da UdeC habilita plataforma gratuita de “Avaliação de Risco Covid-19”

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Com o objetivo de “descongestionar” os centros de saúde de sua região e fornecer orientação profissional à comunidade, a Universidade de Concepción, no Chile, através de sua Faculdade de Medicina e e da Unidade de Telemedicina, lançou o site https://coronavirus.udec.cl

O portal oferece gratuitamente um formulário de “Avaliação de risco do Covid-19”, no qual o usuário é perguntado se teve contato com uma pessoa com o Covid-19 provável ou confirmado, se apresenta sintomas e se pertence a algum dos grupos de risco (doenças crônicas, idosos, câncer ou doenças respiratórias).

Dependendo das informações fornecidas, o site fará uma série de recomendações. Caso o paciente registre contato suspeito, manifeste sintomas e faça parte de qualquer grupo de risco, a plataforma agendará uma teleconsulta com um profissional médico, por meio de PLAZA, a plataforma de videoconferência da rede avançada chilena, REUNA.

Esta iniciativa conta com o apoio do Governo Regional da região de Biobío, das secretarias ministeriais regionais de Saúde e Ciência, Tecnologia, Conhecimento e Inovação, da Faculdade de Medicina e das universidades católicas de Santísima Concepción, San Sebastián e Andrés Bello.

Para o desenvolvimento tecnológico deste portal, a Unidade de Telemedicina da UdeC utiliza a plataforma de servidores virtuais de REUNA, o “+Spacio”, onde o site está hospedado e é realizado o processamento dos dados fornecidos pelos usuários.

Até o dia 26 de maio, cerca de 1,5 milhão de receitas já haviam sido registradas na plataforma, 75% das quais provenientes de usuários no Chile. Deste total,  foram realizada 701 teleconsultas, das quais 197 foram encaminhadas para quarentena.