As redes avançadas permitem que cientistas, pesquisadores, acadêmicos, professores e estudantes colaborem, compartilhando informações e ferramentas mediante uma série de interconexões de redes. Estas redes formam uma área distinta da internet comercial (ou pública), uma área que coexiste em um espaço paralelo, reservado em todo o mundo única a exclusivamente para as comunidades de educação e pesquisa; é a isso o que denominamos “redes avançadas”. A rede avançada da América Latina é a RedCLARA, que interconecta as redes acadêmicas nacionais dos países latino-americanos. Cada continente e/ou subcontinente do mundo conta com sua própria rede regional e todas estas redes estão conectadas entre si.

Utilizando as redes avançadas, acadêmicos e pesquisadores podem colaborar através de distintos países e continentes, sem se importar com distancias nem com fronteiras.


As redes avançadas servem a dois propósitos fundamentais:

  • Apoiar o trabalho de pesquisadores e acadêmicos mediante a provisão de uma infraestrutura de comunicação de dados de grande capacidade, o que permite a rápida transferência de grandes quantidades de dados.
  • Serem, em si mesmas, poderosas ferramentas de investigação, provendo uma plataforma sobre a qual pesquisadores e inovadores possam desenvolver e testar novos serviços e tecnologias de rede.

Muitos dos avanços em telecomunicações e redes foram gerados graças às redes avançadas, e muitas das tecnologias que se utilizarão no futuro estão sendo desenvolvidas nelas, hoje.