O site de RedCLARA usa cookies para te oferecer a melhor experiência possível na web.

Ao continuar a usar este site, você concorda em que armazenemos e acessemos cookies em seu dispositivo. Por favor, certifique-se de ler a Política de Cookies. Learn more

I understand
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

RedCLARA é responsável pela implementação e gestão da infraestrutura de rede que interconecta as Redes Nacionais de Pesquisa e Educação (RNPE) latinoamericanas e, através delas, a um grande numero de universidades e centros de pesquisa. Assim, comunidades científico-acadêmicas e muitos projetos que careciam de infraestrutura adequada para sustentar suas iniciativas hoje avançam e colaboram entre si, contribuindo para o desenvolvimento da ciência, da educação, da pesquisa e da inovação na América Latina.

O backbone de RedCLARA está composto por dez nós de roteamento principais, conectados numa topologia ponto-a-ponto. Cada nó principal (IP – Protocolo de Internet) representa um PoP (Ponto de Presença) para RedCLARA; nove deles estão localizados em países da América Latina - São Paulo (SAO - Brasil), Buenos Aires (BUE - Argentina), Santiago (SCL - Chile), Lima (LIM - Peru), Guayaquil (GYE - Equador), Bogotá (BOG - Colômbia), Panamá (PTY - Panamá), San Salvador (El Salvador) e Tijuana (TIJ - México). O décimo fica em Miami (MIA - Estados Unidos).

Todas as conexões das redes nacionais latinoamericanas com RedCLARA são feitas através de um desses nós. O backbone de RedCLARA está interconectado com a rede pan-europeia GÉANT, por meio do link do PoP de RedCLARA em São Paulo com o ponto de acesso de GÉANT2 em Madrid, na Espanha - criado durante o projeto ALICE (encerrado em março de 2008) - e com os Estados Unidos, por meio dos links estabelecidos nos PoP de RedCLARA em Miami e São Paulo; o primeiro está conectado ao ponto de intercâmbio AtlanticWave e o segundo ao de MANLAN em Nova York. Alguns links muito importantes foram proporcionados por organizações como WHREN-LILA e RNP, que contribuíram com dois links de 1Gbps entre Porto Alegre e São Paulo e com um trecho de 10 Gbps entre Santiago do Chile e Miami.

Quanto à capacidade, RedCLARA tem uma infraestrutura entre os nós da América Latina mencionados na modalidade IRU (Irrestrictible Right of Use) de 10 ou 15 anos. Neste modelo, RedCLARA possui fibra escura na América Central, passando por Panamá, Costa Rica, Nicarágua, Honduras, El Salvador, Guatemala e México, um backbone de 10 Gbps entre Santiago (Chile) e Buenos Aires (Argentina) e um lambda de 10 Gbps entre Buenos Aires (Argentina) e Porto Alegre (Brasil).

Quando uma RNPE latinoamericana faz conexão com RedCLARA, faz através de um dos dez nós de seu backbone; esta conexão proporciona a estas redes e a seus membros (clientes) acesso a RedCLARA, outorgando-lhes um Ponto de Intercâmbio.