O site de RedCLARA usa cookies para te oferecer a melhor experiência possível na web.

Ao continuar a usar este site, você concorda em que armazenemos e acessemos cookies em seu dispositivo. Por favor, certifique-se de ler a Política de Cookies. Learn more

I understand
América Latina Interconectada Con Europa - ALICE

América Latina Interconectada Con Europa - ALICE

Início: Junho 2003
Fim:  Março 2008
Website: http://alice1.archive.dante.net/
Fundo: EC – Programa @LIS
Objetivo Geral:  Criar uma infraestrutura de redes de pesquisa na América Latina e conectá-la com seu par europeu, GÉANT, por meio do protocolo de Internet (IP).
Participantes: DANTE (UK), Instituição Coordenadora.

Europa: RedIRIS (Espanha), RENATER (França), GARR (Itália) e FCCN (Portugal).
América Latina: RETINA (Argentina), ADSIB (Bolívia), RNP (Brasil), REUNA (Chile), Universidad del Cauca (Colômbia), CRnet (Costa Rica), RedUniv (Cuba), CEDIA (Equador), RAICES (El Salvador), RAGIE (Guatemala), UNITEC (Honduras), CUDI (México), CNU em representação de RENIA (Nicarágua), RedCyT (Panamá), ARANDU (Paraguai), RAP (Peru), RAU (Uruguai) y REACCIUN (Venezuela).

Em 3 de junho de 2003, inicia-se oficialmente o projeto ALICE, América Latina Interconectada Com a Europa. RedeCLARA, e sua conexão ao GÉANT foram executadas pelo projeto ALICE que procurava criar uma infra-estrutura de redes de pesquisa na América Latina e interconectá-la com a sua parceira européia, GÉANT, mediante o protocolo de Internet (IP).

Nesse dia, os oficiais da Comissão Européia e os representantes de DANTE reuniram-se, no âmbito do programa @LIS, para assinar o contrato que, por um valor de € 12,5 milhões, serviria para a criação de uma infra-estrutura que prometia conectar em nível regional as redes de pesquisa latino-americanas e interconectá-las com a rede pan-européia GÉANT. A Comissão Européia dava, deste modo, o sim definitivo aos 80% de seu financiamento para o projeto ALICE (€ 10 milhões), comprometendo os sócios latino-americanos com a contribuição dos 20% restante (€ 2,5 milhões).

Para levar à frente o grande objetivo da ALICE, DANTE – instituição a cargo da gestão da GÉANT –, em seu papel de coordenador do projeto ALICE, associou-se na Europa com a NREN da Espanha (RedeIRIS), França (Renater), Itália (GARR) e Portugal (FCCN); do outro lado do Atlântico, no coração da América Latina, que se preparava para experimentar as maravilhas da conexão transoceânica, Alice associava-se com CLARA e com as NRENs dos 18 países cuja participação era admitida pelo regulamento do programa @LIS: RETINA (Argentina), ADSIB (Bolívia), RNP (Brasil), REUNA (Chile), Universidade do Cauca (Colômbia), CRNet (Costa Rica), REDUNIV (Cuba), CEDIA (Equador), RAICES (El Salvador), RAGIE (Guatemala), UNITEC (Honduras), CUDI (México), CNU em representação da RENIA (Nicarágua), RedCyT (Panamá), Arandu (Paraguai), RAP (Peru), RAU (Uruguai) e REACCIUN (Venezuela).

Inicialmente, Alice tinha seu prazo de termo datado para abril do ano 2006, entretanto, o Projeto recebeu a autorização para duas extensões temporárias (o presuposto se mantinha de acordo ao contrato de 3 de junho de 2003), e seu termo se datou em março de 2008.